Ex-funcionário da TV Bahia acusado de furto enfrenta diretor em audiência

0

O jornalista Hildazio Santana, demitido da TV Bahia no final de outubro sob alegação de furto, terá nesta quinta-feira (25) a primeira audiência no processo de calúnia e difamação contra o diretor de jornalismo da emissora, Eurico Meira da Costa.

Em uma postagem feita no Instagram, o jornalista falou sobre a situação e reforçou que o diretor queria manchar sua imagem diante da empresa e do mercado.

“Minha audiência no processo de calúnia e difamação contra o diretor de jornalismo da Tv Bahia é hoje às 13h30. No dia 20 de outubro ele queria me demitir por justa causa alegando que furtei uma cafeteira. As câmeras mostraram que nada foi levado. Que não teve furto e a cafeteira continua na tv até hoje. Ele queria “manchar” para sempre minha carreira jornalística. Queria jogar meus 20 anos de tv na lata do lixo. Primeiramente confio em Deus e depois na justiça dos homens”, escreveu.

Na postagem, Dadá, como é conhecido por seus colegas de trabalho, contou a história de George McLauren, o primeiro homem negro admitido em uma faculdade, e falou sobre como apenas a educação é capaz de transformar o mundo.

“Atitudes preconceituosas, atitudes racistas, precisam acabar. Que não só a Tv Bahia perceba o perfil da pessoa que ela contratou para liderar sua grande equipe, como todas as empresas no mundo entendam que esse tipo de atitude não cabe mais”.

A ação movida por Hildázio é apenas conta Eurico. Ao Bahia Notícias NO AR, o jornalista contou que não tem nenhum processo contra a emissora. “Inicialmente são essas ações, nada contra a Rede Bahia e sim contra o diretor de jornalismo”. (Fonte: Bahia Notícias).

Deixar um comentário