Série Religiões em Capela: Igreja Presbiteriana do Brasil

0

02Iniciamos a série As Religiões em Capela, na qual contaremos histórias, dados e curiosidades sobre as principais religiões no município. Nesta edição, falaremos da Igreja Presbiteriana do Brasil.

A Igreja Presbiteriana do Brasil em Capela do Alto Alegre teve como missionários José Lobo e José Emídio. A influência “dos crentes”,  assim chamados, chega em Capela em 1963 e tem grande resistência por Rosalina Gomes, católica fiel, que segundo relatos, não gostava de protestantes. Rosalina foi uma senhora que doou o terreno onde hoje está a Igreja Católica na Praça que leva o nome do seu esposo, Joaquim Machado.

A Igreja Presbiteriana ajudou muito na sociedade de Capela do Alto Alegre, originária de bons Professores e Teólogos bem preparados na Faculdade da Igreja. A formação, o conteúdo e as exposições sempre encantaram os fiéis. E, por muito tempo, ausência de uma Faculdade de nível Superior em Capela, a IPB era referência para ouvir boas mensagens.

José Emídio também participava da vida pública, política e social, juntamente com Lindolfo João Carneiro, no Centro Educacional Cenecista de Capela – CENEC. Enquanto, professores, as raízes do Evangelho estavam sempre presentes.

Com a participação de representantes da Igreja, inclusive, formava assim um Grupo de Homens de Bem, como se chamavam, com o Sr. Abidias, e Sr. Amado Luiz estes ajudaram muito na construção da sociedade.

O escritor capelense Ângelo Almeida fala sobre a influência que recebeu da congregação Presbiteriana de Capela;

“Inclusive, recebi, também, forte influência em minha vida no conhecimento teológico quando, naquela época, o Pastor Elson Rios, que permaneceu em Capela um bom tempo,  12 anos. Eu frequentava e sempre obtive grande apoio nos momentos de amadurecimento e transição. Como também no processo da autonomia de crescimento pessoa,l saindo da adolescência e questionamentos.

A IPB-Capela sempre é uma referência para muitos jovens, uma instituição que tem as cabeças pensantes, pessoas que lutam por dignidade, equilíbrio e buscam o que é de bom para à sociedade capelense”.

Também está presente em Capela a Igreja Presbiteriana Independente, estabelecida em por também por José Lobo, que por motivos administrativos eclesiásticos, veio a romper com a IPB, devido ao fato que naquela época alguém da Maçonaria poderia ser Presbítero dentro da Igreja Presbiteriana do Brasil, no entanto, parte dos presbiterianos não concordavam com este fato, e assim veio a surgir a Igreja Presbiteriana Independente.

Contando com mais de 300 membros ativos, a Igreja Presbiteriana do Brasil é, atualmente, a segunda maior Instituição religiosa do município de Capela.

 

Por Alan Rodrigues / Interior da Bahia

Deixar um comentário