A história musical de Capela do Alto Alegre, desde os anos 1960

0

02A história musical de Capela do Alto Alegre remonta aos primórdios da história do município. Havia uma tradição na qual um grupo de samba liderado por Alexandre Gomes, no fim de ano, sambava até o cemitério entregando o ano velho, isso nos anos 60.

A música sertaneja chegou à cidade com Dadinho da rádio, que morava em São Paulo, e, ao chegar em Capela, formou dupla com Fifi.

Um fato curioso é que em Capela houve um grupo de jazz , banda formada por Lourival Fernandes, Floriano, Cloves de Zé Ferreira, Donato Alves, Armando Almeida, Edson Gomes e Louro de Toninho Gomes, grupo este que animava as festas em bares e clubes de Capela.

03Havia, em Capela, o bar de Judikael, que era conhecido como o ponto dos artistas, e teve seu auge nas décadas de 70 e 80, quando todos os sábados lotava de sambadores cantando chulas, repente, sertanejo, toada e tudo mais, nesta época haviam muitos festivais de música sertaneja pelo município.

A banda Nem, formada por Nem e Gilberto, foi o principal grupo musical de forró. Nas festas juninas, a tradição era que bandas forrozeiras viessem de fora, não havendo muitos forrozeiros no município.

Nos anos 90 Os Beija-Flor, grupo musical do povoado de Vargem Queimada, cantava o sertanejo da época, principalmente músicas de João Paulo e Daniel.

Atualmente duplas como Sertanejo e Pantanal, Neguinho e Nicanô, mantém viva a cultura sertaneja, assim como diversos grupos de samba do município a exemplo do grupo Sambadores de Capela (Neguinho, Nicanô, Judikael e Carlito), o grupo Cavaquinho de ouro da região do Contorno, dentre outros.

Voltando a música do momento, destaca-se Juka dos Teclados, Renato o Fera da Pisada, Nildo Junior, Tayla Soares, a banda Conexão A3, dentre outros.

No ritmo da vaquejada, Vandelson e a banda Seu Vaqueiro ajudam a representar o talento musical capelense.

Por Alan Rodrigues/ Interior da Bahia

Deixar um comentário