PMAL suspende concurso com 1.060 vagas após denúncias de fraude

0

20210915203816268353oApós denúncia de fraudes, o concurso público da Polícia Militar de Alagoas (PMAL) para soldados e oficiais foi suspenso. A suspensão foi anunciada pelo secretário de planejamento do Estado, Fabrício Marques, e oficializada pelo Cebraspe nesta quarta-feira (15/9).

De acordo com comunicado publicado pela banca, a suspensão foi tomada em atenção aos procedimentos de investigação acerca de denúncias apresentadas. Ainda segundo o Cebraspe, se, a qualquer tempo, for constatado por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico ou por investigação policial, que foram utilizados meios ilícitos durante as provas, estas serão anuladas e haverá eliminação do concurso.

Por fim, o Cebraspe informou que está em contato com a Polícia Civil do Estado, no tocante às investigações sobre as denúncias apresentadas, e contribuirá com todas as informações necessárias para esclarecer os fatos.

1.060 vagas

O concurso oferta 1.060 vagas de nível médio, sendo 1.000 para soldados e 60 para oficiais. Os contratados receberão remuneração de R$4.250,06 (soldado) e R$2.768,17 (oficial).

As inscrições foram aceitas até 28 de junho. A prova objetiva foi aplicada em 15 de agosto. A avaliação contou com questões sobre conhecimento básico (português, matemática, informática e, para o cargo de oficial, inglês) e conhecimentos específicos do cargo designado.

Os inscritos também passarão por teste de aptidão física, avaliação médica das condições de saúde física e mental, avaliação psicológica, comprovação documental, investigação social e exame toxicológico. (Fonte: Correio Braziliense).

Deixar um comentário