Luiz Caldas gira em torno do Recôncavo Baiano no álbum ‘Sambadeiras’

0

luiz-caldasIncansável na continuidade do projeto de lançar um álbum temático a cada início de mês, com repertório inédito e autoral, Luiz Caldas apresenta Sambadeiras, 110º título da hercúlea série que somente neste ano de 2021 já rendeu os discos Pedrada! (em janeiro), Idá e Opaxorô (em fevereiro) e A pele (em março).

Trata-se de disco em homenagem ao samba e à chula – ritmos dominantes nas rodas do Recôncavo Baiano – e aos artistas da região.

luizcaldassambadeirasCapa do álbum ‘Sambadeiras’, de Luiz Caldas — Foto: John Levis

Disponível desde 1º de abril, com capa criada por Akauan Caldas a partir de foto de John Levis, Sambadeiras é álbum em que Caldas põe na roda dez músicas – É desse jeito, As voltas do mundo, Meu nome é Recôncavo, Graciosa, Benzedeira, Deixa a gira girar, Dim dim, Vavá e Nicinha, Ibejada e Nunca fale o que sabe – gravadas com arranjos e produção musical do próprio artista nascido em Feira de Santana (BA), um dos pioneiros na explosão em 1985 da música afro-pop-baiana rotulada como axé music.

Além de cantar, Caldas se revezou nos toques de instrumentos como bandolim, baixo, cavaquinho e viola. Fundamental para o suingue de músicas como o samba de roda É desse jeito e a chula Benzedeira, a percussão ficou a cargo dos músicos Claudinho Guimarães, Daniel Novaes e Kall Rabelo.

Com o álbum Sambadeiras, disponível para download gratuito no site oficial do cantor, Luiz Caldas celebra o legado de artistas associados ao universo musical do Recônvavo Baiano, como os compositores Roberto Mendes e Jorge Portugal (1956 – 2020).

(Fonte: Mauro Ferreira/G1)

Equipe de Jornalismo

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/customer/www/radiojacuipe.com.br/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 399

Deixar um comentário