Rússia pode conceder perdão a ex-motorista de jogador Fernando

0

Brasileiro foi condenado a três anos por tráfico de drogas, após ter entrado no país com remédios da família do jogador. Trâmite diplomático passou por duas avaliações e segue agora para última etapa. Relembre o caso.

A liberdade do brasileiro Robson Oliveira, de 48 anos, ex-funcionário do jogador Fernando, está a uma assinatura de acontecer. O pedido de indulto, ou seja, perdão ao motorista preso em Moscou chegará às mãos do presidente da Rússia, Vladimir Putin, em breve. É a última assinatura que falta para a concessão do benefício político.

Antes de chegar a Putin, o pedido passou por uma comissão regional administrativa russa, que tem como membros políticos e representantes da sociedade civil, e pelo prefeito de Moscou, Sergey Sobyanin. O perdão foi concedido em ambas etapas. Agora, depende da avaliação presidencial para ser, finalmente, aceito.

Caso seja perdoado, Robson estará livre para voltar ao Brasil, sem qualquer pendência com a Justiça russa ou brasileira. No último dia 18, completaram dois anos da prisão do motorista. O tempo já se aproxima da sua própria condenação, decretada em dezembro do ano passado, de três anos de prisão por tentativa de tráfico internacional de drogas e contrabando.

O pedido de indulto a Robson foi feito pelo Governo brasileiro no início do ano, após finalizada a fase de recursos à sentença. A entrada da diplomacia brasileira no caso se deu após dois anos de matérias da imprensa relatando o caso e, mais recentemente, apelo de jogadores de futebol como Richarlison e Felipe Melo.

A expectativa em Brasília é pela continuidade do processo, na linha da concessão de indulto, mesmo com a mudança no comando do ministério das Relações Exteriores nesta semana.

Mudança de estratégia

Inicialmente, as primeiras tratativas analisadas pela defesa do brasileiro cogitavam a possibilidade de a diplomacia brasileira trabalhar numa transferência para cumprimento da pena no Brasil. Dessa forma, Robson seria transferido para um presídio brasileiro e necessitaria de finalizar sua pena no país. O pedido tramitaria sem a participação dos governos, sendo uma negociação já prevista por tratados entre os dois países em que os sistemas judiciários participariam. O pedido de perdão foi uma novidade surgida após a sentença condenatória, de três anos, considerada baixa para o histórico desse tipo de julgamento no país.

Transferência de presídio

Segundo o Itamaraty, em fevereiro deste ano, após ser condenado, Robson foi transferido para a Colônia Penal de Regime Fechado número 5, localizada na região de Ryazan, na cidade de Klekotki. Até então, ele aguardava o julgamento num centro de detenção em Kashira.

Entenda o caso

Robson Oliveira, foi condenado por tráfico internacional de drogas e contrabando por ter entrado no país, em fevereiro de 2018, com duas caixas de remédios (Mytedom 10mg ou cloridrato de metadona) comprados pela família do jogador de futebol Fernando, volante, ex-seleção brasileira e atualmente no Beijing Guoan. De acordo com todos os depoimentos à imprensa – inclusive da família do atleta – os medicamentos foram levados para o país em uma mala que foi entregue fechada a Robson por um funcionário da família, no embarque no Rio de Janeiro. O motorista não sabia que havia na bagagem este medicamento.

Embora tenha confirmado em entrevista ao Esporte Espetacular que o motorista não sabia da existência dos medicamentos na mala, nem Fernando, nem sua mulher Raphaela Rivoredo, deram esta informação às autoridades russas. Em depoimento prestado à polícia, no dia prisão, eles alegaram não saber da existência dos remédios. Afirmaram que os medicamentos eram responsabilidade do sogro (pai de Raphaela), Willam Pereira de Faria, que nunca prestou depoimento, nem deu entrevista.

Após negociações, a defesa do motorista passou a ser paga pela família do jogador Fernando. O contrato se mantém até o momento.

(Fonte: Globo Esporte)

Equipe de Jornalismo

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/customer/www/radiojacuipe.com.br/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 399

Deixar um comentário