Henrique Portugal lança single como cantor e celebra parceria com Leoni

0

unnamed

Fruto da parceria inédita entre o tecladista do Skank, Henrique Portugal, e o ex-Kid Abelha Leoni, o single Razão pra te amar será lançado nesta sexta-feira (19/03) em todas as plataformas digitais. A letra brinca com as contradições do sentimento amoroso e marca a estreia do instrumentista mineiro nos vocais.

Foi de um acaso que surgiu a colaboração entre Henrique Portugal e Leoni. Depois de perder um voo, o mineiro esbarrou com o carioca no saguão do Aeroporto de Confins, em 2019. A oportunidade de conversar foi inusitada e oportuna. A admiração pelo trabalho do outro era recíproca, mas, até então, o contato entre os músicos era distante, limitado a camarins e amigos em comum.

O bate papo despretensioso rendeu o convite para Leoni participar de um show solo de Henrique Portugal no restaurante Baretto, no Hotel Fasano, em Belo Horizonte. A química no palco funcionou e, após a apresentação, eles começaram a discutir sobre a possibilidade de compor e gravar uma faixa em conjunto.

Para “abrir os trabalhos”, Leoni cedeu uma letra dedicada à sua esposa, que resultou no dueto Razão pra te amar. “A gente ama por uma questão emocional, não é racional. Eu não me apaixono porque racionalmente aquela pessoa encaixa nos meus padrões. Às vezes, a gente se apaixona por quem a gente não queria, inclusive. Ninguém controla o desejo, mas nós vivemos num mundo racional, e as pessoas cobram explicações. A ideia era brincar com isso”, explica Leoni, de 59 anos. A música brinca com essas contradições entre razão e emoção e termina dizendo: “Não tenho razão para te amar e te amo tanto assim”.

Devido à pandemia da covid-19, os artistas produziram o single de forma virtual. Henrique Portugal trabalhou o arranjo, em Belo Horizonte, e enviou o material para Leoni, no Rio de Janeiro, que concluiu as gravações.

Segundo eles, a parceria fluiu naturalmente e a distância física hora nenhuma foi um problema. “Somos duas pessoas que gostam da música como arte, não é meramente para consumo. A gente enxerga da mesma forma e, por isso, nossa relação é tão fácil”, conta Portugal, de 55.

A faixa marca a estreia do tecladista nos vocais, sendo essa uma possibilidade futura para a carreira solo pós-Skank. A banda mineira anunciou o fim das atividades após mais de 30 anos de estrada e tinha a intenção de fazer uma turnê de despedida em 2020, impossibilitada pela pandemia.

“Até brinquei com o Leoni que estava me sentindo como um adolescente. Acho isso legal, é gostoso. Como diria um amigo meu: a gente está precisando viver mais. Estou adorando exatamente isso na música”, comenta o mineiro.

Leoni avalia que a sonoridade pode surpreender os fãs do Skank, ainda não familiarizados com o estilo solo do tecladista. “Ele, pessoalmente, tem outras influências em comparação com o Skank. É um piano típico da música brasileira que leva para uns lados engraçados. É bacana porque era esperado, para quem conhece o Skank, aquela coisa mais rock ou reggae, mas ele vai para outra praia”, comenta.

O single foi produzido pelo filho de Leoni, Antonio, de 21, que procurou introduzir uma roupagem pop na música. “Para mim, tem um sabor especial, porque é outra parceria que está se inaugurando”, diz Leoni.

Antonio Leoni contribui com a base dos teclados presente na música e surpreendeu Henrique pela similaridade com seu estilo musical. “Ouvindo o arranjo, percebi como a sonoridade parece muito com a minha. Tem uma sinergia com as coisas que eu faço. Fiquei feliz pelo fato de o filho dele, de 20 e poucos anos, gostar da mesma sonoridade minha”, diz Portugal.

A parceria entre Henrique Portugal e Leoni não se encerra com o lançamento de “Razão pra te amar”. Outras faixas já estão sendo produzidas pelos artistas. “Acho que a gente tem que fazer aquilo que realmente tem vontade na vida. Tem que ser bom para o outro e para mim. Essa parceria tem exatamente essa cara. Nós somos complementares”, diz o mineiro.

Razão pra te amar

Henrique Portugal e Leoni
ONERpm
Disponível em todas as plataformas digitais, a partir desta sexta (19/03).

(Fonte: Correio Braziliense).

 

Deixar um comentário