Cinegrafista de afiliada da Globo é agredido por empresário em Minas Gerais

0

agressao-cinegrafista-montagem-696x522Equipe da TV Integração, afiliada da TV Globo, foi agredida enquanto fazia reportagem na cidade de Barbacena, Campo das Vertentes, no interior de Minas. Empresário e cinegrafista entraram em luta corporal após discussão verbal.

De acordo com boletim de ocorrência, o cinegrafista Robson Panzera estava realizando gravação de reportagem na rua quando o empresário do ramo de massas, Leonardo Rivelli, passou de carro filmando com celular proferindo palavras ofensivas e gritando “Globo lixo”, dando início a uma discussão verbal.

Conforme o vídeo, em dado momento, o empresário iniciou ataque ao cinegrafista e tomou parte do Empresário -Mg -repórter -Tv -Globoequipamento de filmagem. Com o tripé da câmera em mãos, o agressor atingiu a mão do cinegrafista que tentava se defender e segurar o equipamento. Ainda durante a agressão, Leonardo chutou a câmera que ficou danificada.

Logo após o ocorrido, o agressor deixou o local, mas foi preso logo depois. Ao final da tarde, o empresário pagou fiança e foi liberado. O agressor vai responder por dano qualificado e lesão corporal.

Segundo p G1, o cinegrafista Robson Panzera teve fratura no dedo da mão e foi encaminhado ao hospital.

De acordo com o advogado de defesa Pedro Possa, Leonardo Rivelli estaria insatisfeito com a cobertura jornalística da TV. Segundo Rivelli, a Globo espalha terror na cobertura sobre casos de COVID-19.

Repúdio

Em nota, a TV Integração repudiou a agressão sofrida por seu profissional em Barbacena (leia ao fim do texto). “Sobre o ocorrido a TV Integração reitera que pauta seu trabalho na ética, na inovação, no pioneirismo e no respeito à pluralidade. E faz isso há exatos 56 anos. Tempo no qual aprendeu a abrir espaço a toda manifestação democrática e legítima. Nos solidarizamos com nossos colegas Robson (cinegrafista) e Thais (repórter) e lamentamos o ocorrido hoje em Barbacena. Reiteramos nosso compromisso com a verdade, o localismo, o respeito às liberdades e a divergência. Valores que não abandonaremos a despeito do ocorrido”.

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) também se manifestou em solidariedade aos profissionais e repudiou o ato (leia a íntegra ao fim do texto). “A ABERT repudia com veemência as agressões sofridas pelo cinegrafista Robson Panzera, da TV Integração, afiliada da TV Globo em Barbacena (MG), na Região da Zona da Mata mineira”.

Nota da ABERT

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) repudia com veemência as agressões sofridas pelo cinegrafista Robson Panzera, da TV Integração, afiliada da TV Globo em Barbacena (MG), na Região da Zona da Mata mineira.L2Ub0Qq6htCmZuiY

Nesta quarta-feira (20), enquanto fazia uma reportagem sobre o número de pessoas infectadas pela COVID-19, Panzera foi violentamente agredido por um homem, com socos, pontapés e com o tripé da câmera usado pela equipe.

Panzera teve o dedo da mão fraturado pelo agressor, além de ter o equipamento totalmente destruído.

Nada justifica tamanha violência contra um cidadão, em especial, quando se trata de um profissional da imprensa, em pleno exercício da atividade jornalística.

A ABERT reafirma a defesa intransigente da liberdade de expressão e do direito do brasileiro à livre informação e pede às autoridades locais uma rigorosa apuração do caso e punição do agressor.

ABERT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMISSORAS DE RÁDIO E TELEVISÃO

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário