Com volta da “Festa A Bolha”, nova geração mostra que o rock está vivo

0

luO rock sempre passou por fases. Esteve em evidência, determinou os rumos da cultura pop no mundo, se recolheu, saiu de foco, voltou, fez muito sucesso, saiu de novo. Sempre foi assim. A Festa A Bolha presenciou alguns desses momentos do rock, mas sempre acreditando que ele nunca morreu.

Depois de nove meses parada para um período sabático, Lola Bê, Carol Morena e Luciano Matos reativaram a festa de rock mais interessante da cidade e mostraram que todo esse papo de fim do rock é furado. Cinquentão e sempre se renovando, ele está vivo, com frescor, cheio de novidades e sempre referenciando os grandes nomes de sua história, estando na mídia ou não. E esse foi o clima do retorno da festa, que aconteceu no último sábado, dia 18 de julho, a partir das 23 horas, no Portela Café.

Com sua força máxima e seus três criadores, produtores e DJ à frente, Lola Bê, Carol Morena e Luciano Matos, A Bolha voltou com foco na música, sem badulaques, sem frescura, é rock dos anos 50 do século passado até as novidades mais quentes e dignas dos dias atuais. Dá para ouvir Elvis, Beatles, Stones, Led Zeppelin, Velvet, Ramones, The Clash, Pixies, Dead Billies, Oasis, Radiohead, Autoramas, Strokes, Raimundos, Queens of the Stone Age, White Stripes, Arctic Monkeys e muito mais.

A festa começou em 2011, passou por algumas casas de festas da cidade e já recebeu nomes de peso da Bahia e de fora do estado. Entre eles Tatá Aeroplano, Alexandre Matias e Flavia Durante, de São Paulo, Rogério BigBross, Andrea Martins, Mauro Telefunksoul e Morotó Slim, de Salvador. Como sempre, lá estiveram os clássicos, os hits, o rock mais obscuro, as novidades, aquelas músicas que você adora ouvir alta, mas em casa não rola por causa do vizinho ou da mãe.

A festa durou cerca de seis horas. Rock para espantar os demônios, para gritar junto e para fazer deixar os problemas do lado de fora. Rock de todo tipo para dançar, se descabelar e matar saudade. Salvador merece.

 

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário