Cantor Geraldo Azevedo comemora 50 anos de carreira com novo trabalho

0

geraldo-azevedoSe a referência for o Quarteto Livre, grupo formado em 1969 para acompanhar Geraldo Vandré, do qual Geraldo Azevedo fazia parte, ao lado de Naná Vasconcelos, Nelson Ângelo e Franklin da Flauta, ele comemora neste ano o cinquentenário de carreira. Ao longo dessa jornada, o artista pernambucano, natural de Petrolina, tem dado expressiva contribuição para a música popular brasileira.

Exímio violonista, cantor e intérprete carismático, Geraldo é um compositor que, com o reconhecido talento, cria belas canções e as transforma em sucessos, tendo por base ritmos nordestinos como baião, xote, forró e maracatu. O frevo é outra expressão musical de sua região que tem utilizado no processo de criação.

O frevo dá o tom no novo trabalho, um EP com cinco faixas. A que abre o repertório, É só brincadeira, parceria de Geraldo Azevedo com Zamma, reforça o caráter atemporal do frevo, com letra apimentada, cheia de picardia, que no carnaval se despe dos tabus. Inédita como a primeira, e a única que não tem a assinatura do cantor, Lembrando Carlos Fernando, que homenageia um dos maiores parceiros de Geraldo, foi composta por Jota Michiles.

geraldo azevedo

Chorando e cantando, um dos clássicos da obra de Geraldo Azevedo —  com letra do cearense Fausto Nilo —  ganha aqui versão frevística. Quatro dias de amor (Geraldo Azevedo e Maciel Melo) tem num dos versos imagem que remete a Olinda (destino de muitos foliões no carnaval): “Lá vem o frevo descendo a ladeira…”

Já É o frevo, é Brasil, canção-título do EP (Geraldo Azevedo e Geraldo Amaral), reafirma o movimento que faz o ritmo transbordar da condição de patrimônio cultural de Pernambuco.  Para que esse projeto tivesse uma força ainda maior, o cantor convidou para produzí-lo Cesar Michiles, músico apontado como uma lenda do frevo.

Michiles, responsável também pela direção musical, não fez por menos: Para gravar as cinco músicas, convocou uma grande orquestra, formada por alguns dos melhores instrumentistas de Recife. (Fonte: Diário de Pernambuco / Foto Divulgação; Virginia Ramos).

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário