Riachão: Dois jogos emocionantes abrem as semifinais da I Copa Jacuípe

0

barreiros-festa1Duas partidas emocionantes marcaram a abertura das Semifinais da I Copa Jacuípe de Futebol Amador neste final de semana, em Riachão do Jacuípe. As partidas foram realizadas no Povoado de Chapada e na comunidade de Lagoa do Canto II. O campeonato é organizado pela Rádio Jacuípe, em comemoração aos seus 30 anos de fundação. Na oportunidade, Meninos da Vila e Juventude, visitantes, mantiveram as vantagens para as partidas de volta.

Com apenas um empate e ainda invicto, Meninos da Vila de Barreiros mostrou mais uma vez que é a grande sensação do campeonato. Neste sábado (14), a equipe não tomou conhecimento do mando de campo e barreiros-nando1aplicou 3×0 no ADC, dentro de Chapada. Com gols de William, Nando e Adilon, o time barreirense pode não ter tido mais posse de bola, mas foi quase impecável taticamente durante toda a partida.

Fechada atrás e bem compactada no meio de campo, a equipe também atacava com muito perigo. Aliando forte marcação, velocidade e toque de bola, em boa parte do jogo o time barreirense lembrou grandes escolas do futebol, conseguindo eliminar o ponto forte do adversário e impor o seu ritmo. Mas isso não apagou o bom futebol do ADC, que na primeira etapa chegou a ter mais posse de bola, mas esbarrava na má pontaria dos seus atacantes e na marcação precisa da zaga adversária. Assim, o primeiro tempo terminou 1×0, gol de William.

No segundo tempo, como era esperado, o ADCchapada-adc1 foi pra cima em busca do empate. O treinador Marcinho chegou a fazer todas as substituições buscando a melhor forma para furar o bloqueio adversário. Mas a necessidade de empatar a partida obrigou o ADC a correr riscos. Foi tudo o que o Meninos da Vila precisava para liquidar a fatura, passando a explorar os contra-ataques, com rápidas trocas de passes e chegando com facilidade na área adversária. Ai veio o segundo gol, com Nando, e o terceiro, com Adilon. Uma ducha fria no time chapadense.

Mesmo com o placar elástico, o ADC buscou o jogo o tempo inteiro, mas não conseguiu fazer sequer o gol de honra. Apesar da frustração pela derrota, o torcedor saiu satisfeito pelo jogo aberto praticado pelas duas equipes. “Não vamos culpar os jogadores, não é todo dia que dá certo. A semana passada estava todo mundo satisfeito”, disse um dirigente, explicando a derrota.

Flamengo empata diante de grande público

Na outra partida pelas semifinais, em Lagoa do Canto II, o Flamengo local não conseguiu reverter a vantagem do Juventude, já que só empatou por 1×1. Como em Chapada, o confronto foi emocionante, conforme informações dos lagoa1repórteres Noroel Fernandez e José Alcione, da Rádio Jacuípe, que transmitiu a partida prestigiada por cerca de 2 mil pessoas.

O Juventude abriu o marcador aos 15 minutos da primeira etapa, através do bom atacante Fahel. Apesar de ter mais posse de bola, o Flamengo não conseguia chegar com perigo, exceto no final, quando o atacante Clô cabeceou de cima pra baixo e obrigou o goleiro Bitonho fazer uma grande defesa. E o primeiro tempo terminou com a vitória parcial dos visitantes.

No segundo tempo, o Flamengo manteve o ritmo, pressionando o adversário em busca do gol de empate. Mais organizado e mais objetivo, o time da casa aumentava a pressão à medida que o tempo passava. Como prêmio, o gol de empate veio aos 37m, através de Léo. Após o empate, a torcida se empolgou mais ainda, botando emoção na partida, disputada com excelente nível técnica. Mesmo com a pressão, o Juventude conseguiu segurar o empate e manter a vantagem para o jogo de volta, no povoado de Ponto Novo.

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário