Calvário no Barradão: Vitória perde por 2 a 1 para São Paulo

0

elenco-em-cena-da-independencia

Houve um tempo em que o Barradão era visto como o alçapão rubro-negro. O lema “caiu na toca” assustava os adversário e o Leão era imponente dentro de seu estádio. O que leva a pergunta: O que acontece com o Vitória em casa em 2017?

Mais uma vez, o rubro-negro saiu derrotado na tarde deste domingo (17) em confronto direto contra o São Paulo. E ainda que o 2 a 1 do placar sugira um resultado apertado, pouco se viu de iniciativa para que a equipe baiana saísse com os três pontos dentro de seus domínios.

Pior mandante do campeonato, o rubro-negro perde importante chance de se distanciar do adversário e cai para a 19ª colocação da Série A com 26 pontos. Com apenas um ponto na sequência de dois jogos que fez em casa, o rubro-negro terá agora a difícil missão de buscar resultados contra Atlético-MG(24/09) e Botafogo (01/10) longe dos seus domínios.

O jogo – No primeiro tempo do confronto entre o pior mandante contra o pior visitante do campeonato, ninguém parecia querer vencer. Com alterações no time titular, como a entrada de Kieza no lugar de Deivid e com Patric na lateral esquerda, o rubro-negro começou a partida em ritmo lento, assim como seu adversário. A primeira chance de perigo real veio aos 9 minutos, em falta perigosa para a equipe paulista que Hernanes mandou por cima do gol.

Aos 25 minutos, um lance preocupante para a torcida rubro-negra. Após uma inversão de bola, o lateral Caíque Sá sentiu a coxa e precisou ser substituído. Fillipe Souto entrou para fazer a lateral-esquerda enquanto Patric foi deslocado para a direita.

A partida continuou sem muitas emoções até os 36, quando Lucas Fernandes bateu escanteio e Éder Militão cabeceou rente a trave de Fernando Miguel. A resposta do Vitória veio já no final da etapa quando um chutaço de Uillian Correia carimbou a trave de Sidão e fez a torcida presente lamentar.

Se o primeiro tempo foi morno, o segundo tempo voltou eletrizante e em menos de cinco minutos, já houveram mais chances de perigo do que em toda a primeira etapa.  Logo aos 2 minutos, Fernando Miguel fez importante intervenção em chute de Marcos Guilherme e contou com Wallace pra salvar o gol certo em finalização de Pratto.

Dois minutos depois, Neílton desceu pela esquerda e finalizou, Sidão defendeu e no rebote Patric acabou parado por outro milagre do goleiro são paulino. Aos 7, o castigo veio. Em cobrança de escanteio, Éder Militão subiu mais que a zaga rubro-negra e abriu o placar.

Com problemas na transição ofensiva e na criação, Mancini colocou Carlos Eduardo e Cleiton Xavier no lugar de Uillian Correia e Neílton, mas o Vitória continuou não agredindo a equipe paulista.

As mudanças não surtiram efeito e a maior chance do Vitória surgiu em lance em que Tréllez, pronto para cabecear, foi deslocado por Junior Tavares dentro da área e o juiz não marcou pênalti para a revolta da torcida.

Dois minutos depois, novamente em um escanteio, Cueva jogou a bola para área e viu Fillipe Soutto desviar a bola para a própria meta. Aos 44, em bola alçada na área, Cleiton Xavier se esforça e atinge o travessão. No rebote, Tréllez marca e diminui. No tudo ou nada, o rubro-negro chegou a assustar em chute de longe espalmado por Sidão.

No último minuto, um escanteio pro rubro-negro chegou a fazer a torcida acreditar em um milagre, como no gol de Kanu contra o Fluminense, mas a zaga do São Paulo assustou e sacramentou o  2 a 1 para a equipe paulista no placar.  Mais uma derrota para o Vitória como mandante na competição.

Bahia.Ba

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3510