Sorria, painho! Cresce número de consumidores que pretende dar presente no Dia dos Pais

0

Sem títuloPode se animar, papai! As chances de você ganhar um presente de Dia dos Pais, este ano, cresceram. Segundo uma pesquisa realizada em todas as capitais do país pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 57% dos brasileiros têm a intenção de coçar o bolso para fazer uma média com painho no próximo dia 13. Em 2016, esse percentual foi de 49%.

De acordo com uma pesquisa realizada em todas as capitais do país pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 57% dos brasileiros têm a intenção de comprar presentes nessa data. No ano passado, o percentual foi de 49%.

Com o aumento, a expectativa esse ano é que 86,1 milhões de consumidores saiam de algum estabelecimento comercial com o mimo do papai na mão. Ainda conforme a pesquisa, a maioria pretende gastar até R$ 125 – com isso, a projeção feita pelo SPC Brasil e CNDL é de que R$ 10,7 bilhões sejam injetados na economia do país.

Aposta no carinho
Se esse número vingar, não será com a ajuda da produtora cultural Edilena Vasconcelos, 39 anos. Nos últimos dois anos ela não presentou o velho e, pelo jeito, esse ano, o presente será um cinto… ou melhor, um ‘sinto muito’. Mas não é por falta de vontade e, sim, falta de dinheiro sobrando.

“Fica complicado porque além de eu estar tentando reduzir os gastos, a distância entre Salvador e Vitória da Conquista, onde ele mora, geraria um outro custo que seria para enviar o presente até lá. Optei em fazer uma ligação e desejar um excelente dia. Sei que ele vai entender”, justifica Edilena.

Assim como a produtora cultural, 41% dos ouvidos na pesquisa revelaram que não vão presentear. Os indecisos representam 2%.

Mão aberta
Os dados da pesquisa alertam os filhos sobre os gastos, já que a maioria dos entrevistados revelaram ter a intenção de comprar produtos nos mesmos valores dos do ano passado. Somente 26% planejam diminuir os valores dos presentes.

O estudante de comunicação social Bruno Ganem, 22, compõe o grupo que manterá o esforço para agradar o coroa de alguma forma. Ano passado, ele gastou cerca de R$ 50 em uma caixa de ferramentas. Este ano, pretende procurar um item na mesma faixa de preço. A situação de Bruno, no entanto, precisa de atenção, já que o pai dele faz aniversário uma semana antes da data.

“Como sempre, costumo dar dois presentes. Tenho a consciência que devo economizar dois meses antes da data. O primeiro presente sempre costuma ser mais caro. O segundo já é mais simbólico”, explica o filho mão aberta.

A melhor saída, nestes casos, é se antecipar, seja na pesquisa de preços, na compra antecipada ou equilibrando as contas meses antes, como explica o educador financeiro Edísio Freitas. “É preciso ter um cuidado porque temos a sensação que durante o período é mais vantagem ir às compras, mas é justamente nessa data que a demanda aumenta e a expectativa é que os preços permaneçam os mesmos ou aumentem”, destaca.

Correio*

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3509