‘Nunca ouvi dizer que um ritmo morreu’, provoca Dan Miranda sobre crise do Axé

0

sem-tituloCoube à banda Avenida Se7a encerrar o 5ª dia de festejos do Revéillon de Salvador, na Arena Daniela Mercury, neste domingo (1º).

Porém, antes de subir ao palco, o artista comentou sobre a suposta crise do Axé. “O Axé é um estilo. Muita gente pergunta: ‘O Axé morreu?’ Eu nunca ouvi dizer que um ritmo musical morreu. São fases. O sertanejo, por exemplo, utiliza nossas influências”, pontua. No total, 28 atrações passaram pela festa, a exemplo de Anitta, Ivete, Claudia Leite, Timbalada, Wesley Safadão e Luan Santana. Segundo dados da Prefeitura, mais de 1.5 milhão de pessoas passaram pelo evento.

Bahia Noticias

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário