Aposta do ex-escritório de Anitta, May e Karen celebram conquistas femininas no sertanejo

0

Sem títuloDe Milionário & José Rico a Jorge & Mateus, passando por Zezé Di Camargo & Luciano, a música sertaneja brasileira sempre teve maior espaço para vozes masculinas, especialmente das duplas. Apesar do sucesso de cantoras como Inezita Barroso, Roberta Miranda e Paula Fernandes, a presença feminina no estilo se dava de forma mais pontual. Contudo, nos últimos tempos, algo mudou e um movimento dominado por mulheres começou a ocupar o cenário nacional. Marília Mendonça, Simone & Simaria, Maiara e Maraísa estão no topo das músicas mais executadas há meses e outros nomes estão despontanto. É o exemplo de May & Karen. Naturais de São Paulo, as meninas iniciaram a carreira em dupla em 2013. “Nos conhecemos através de amigos e começamos a cantar de brincadeira, mas as pessoas diziam que nossas vozes casavam muito, sabe? E um dia conhecemos o Fernando Gabriel, nosso atual empresário, e ele deu a ideia: ‘Vamos parar de brincar e fazer isso de verdade? Vamos ganhar dinheiro?’. E estamos juntas desde então”, contaram aos risos.

Apostando no “forronejo”, uma mistura do forró com sertanejo, a dupla migrou, em 2015, para Fortaleza, Ceará, em busca de novos mercados. “Temos parentes nordestinos e o forró sempre esteve presente; escutamos a vida toda. Quando começamos a fazer música, sentimos falta daquela pimentinha e, por isso, decidimos introduzir os elementos do ritmo no nosso som. É o nosso diferencial mesmo”, admitem.  Se hoje, o clipe da nova música de trabalho “Coração de Osso” já ultrapassou a marca de 225 mil visualizações no YouTube, May & Karen relembram que o início foi muito complicado. “Sofríamos preconceito por sermos mulheres, sabe? Quando começamos, a Maiara e Maraísa estavam no início também em Goiânia. Então, não tinha espaço para nenhuma de nós. Às vezes, o empresário dizia: ‘O show tá vendido, meninas’ e quando chegávamos lá, eles falavam que não queriam duas mulheres. Foi difícil”, confessam. Por isso, ambas comemoram e entendem a importância da nova fase do cenário musical: “É maravilhoso e vimos acontecer. O sucesso das meninas é o nosso sucesso também, pois abre as portas. Agora é a hora da mulherada estar em evidência e o melhor de tudo é que é mulher falando pra mulher; é a linguagem que faltava. Todas as músicas eram machistas, com o cara se dando bem. Agora não! Estamos dando a volta por cima”, pontuam.

Bahia Noticias

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3509