Riachão: Professora é encontrada morta dentro de casa no bairro São José

0

PROFESSORAA professora Ienata Pedreira Rios, natural da cidade de Pé de Serra, foi encontrada morta por volta das 14h do último domingo (03), no bairro São José, em Riachão do Jacuipe.

Ela atuava como professora de Inglês no município de Riachão do Jacuipe. De acordo com as informações preliminares, uma menina que trabalha na casa da professora foi quem a encontrou caída, já morta, na cozinha. A mulher estava nua e com golpes de faca no corpo, sinal de que foi atacada por alguém horas antes.

Ainda de acordo com as informações, os vizinhos informaram que desde a manhã deste domingo o portão da casa estava aberto. Estranhando a situação, os vizinhos comunicaram o fato à menina que trabalhava na casa. Avisada, a secretaria encontrou tudo aberto, inclusive o portão da casa. Ao entrar, avistou a professora completamente nua e com marcas de violência.

Pela situação, eles avaliaram que a professora teria sido atacada por alguém, provavelmente durante a madrugada, e tentou fugir pelos fundos da residência. Como o esposo dela trabalha em Dias D’ávila, o elemento podia ter conhecimento de tudo e ter se aproveitado desse situação vulnerável.

Assim que ficou sabendo, a secretária chegou e entrou na casa junto com uma vizinha. Ao avistar a professora no chão, elas comunicaram o caso à policia.

iaenata-casaLogo que a noticia se espalhou, a casa da professora foi cercada por vizinhos e curiosos. A policia já chegou ao local para as providencias de praxe.

Sepultamento

O sepultamento da professora de Inglês Ienata Pedreira Rios aconteceu nesta terça-feira (05), no cemitério de Pé de Serra, cidade onde ela nasceu. O corpo chegou no inicio da noite desta segunda-feira, vindo de Feria de Santana, para onde foi levado para perícia no DPT da cidade. O velório aconteceu desde a noite desta segunda na casa dos seus familiares.

A policia já deu inicio às investigações e ainda no domingo ouviu o noivo de Ienata, Cassio Fabrício Carneiro Almeida. De acordo com a versão da Policia, a linha de investigação inicial tem foco nele, que passa a ser o principal suspeito do crime.

Comoção e homenagem

O Colégio João Campos (CETEP), onde Ienata Rios ensinava, suspendeu as aulas nesta segunda-feira e amanhã (terça) para poder prestar homenagem a ela. Ouvida pelo repórter Tony Sena, da Rádio Jacuipe, a vice-diretor Janete Mascarenhas lamentou a tragédia.

“Ela iniciou os trabalhos no colégio dia 05 de julho de 2007. Sempre foi uma pessoa solicita, de convivência harmônica e alegre. Tinha muitos planos para serem realizados. Era uma visionaria, na verdade”, disse Janete.

Refletindo o que toda a cidade vem sentindo, Janete elogiou Ienata como profissional. “A saudade que ela deixa é a sua boa convivência, alegria e sua forma de conduzir o trabalho. Era uma pessoa que vivia para o trabalho e tinha muitos planos. E tinha uma energia muito promissora”, acrescentou.

Nas redes sociais, centenas de pessoas também se manifestaram lamentando o ocorrido e relembrando fatos e convivência com a professora.

 

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3509