Bahia supera xará de Feira e garante vaga nas semifinais

0

baO domingo de Páscoa, tal qual um feriado, passou de forma suave e divertida para o Esquadrão de Aço. Confortável pela vantagem de 2 a 0 no jogo de ida, em Senhor do Bonfim, o Tricolor nem precisou se esforçar muito para bater o Bahia de Feira, na tarde deste domingo, 27, na Fonte Nova. Venceu por 2 a 1, e avançou para as semifinais do Campeonato Baiano.

A celebração foi ainda mais especial para Edigar Junio. ‘Segurando as pontas’ do ataque desde a lesão de Hernane, o camisa 11 marcou os dois gols do triunfo e alcançou a vice-artilharia do time neste ano. Tem sete gols ao todo, apenas um a menos que o ‘Brocador’, que não joga há mais de 20 dias.

O primeiro saiu na etapa inicial, aos 22 minutos, após bela infiltração nas costas da defesa e passe na medida de Juninho. O segundo foi marcado aos 19 da etapa complementar, completando cruzamento após bela jogada individual do lateral esquerdo Moisés – outro destaque da tarde deste domingo. Para fechar o placar, Menezes, de pênalti, fez aos 44 minutos.

Com o triunfo no placar agregado de 4 a 1, o Tricolor avançou para as semifinais do Baianão, onde pega o Fluminense de Feira, que passou pelo Galícia no sábado. O confronto, porém, ainda vai demorar um pouco: antes, na próxima quarta, 30, e no domingo, 3, o Tricolor terá pela frente os dois duelos pelas quartas de final da Copa do Nordeste contra o Fortaleza. O primeiro será no Castelão, às 21h45, e o da volta na Fonte Nova, às 16h.

O jogo

Grande atração da tarde, o estreante Thiago Ribeiro mostrou como deve jogar nesse trio de ataque do Bahia: com mobilidade, trocando de posições com Luisinho ou Edigar Junio para explorar os lados do campo. Foi numa jogada assim que surgiu a primeira chance do Esquadrão. Aos 15 minutos, o novo reforço avançou com liberdade pela direita e cruzou na área para Edigar Junio, que furou.

O erro não abalou o camisa 11, que vem em crescimento no time e neste domingo foi mais uma vez um dos melhores em campo. Aos 22, ele se posicionou nas costas da defesa, sem impedimento; Juninho viu e deu uma belíssima enfiada de bola para o atacante, que, no mano a mano com o goleiro, não titubeou, abrindo o placar para o Esquadrão.

Com a partida ainda mais difícil para si, o time de Feira amoleceu. Como efeito, os 15 minutos finais foram todos do Tricolor. Só faltou o gol. Aos 35, Juninho achou Luisinho livre na direita; ele avançou mas, ao entrar na área, se enrolou com a bola, dando tempo da marcação chegar e desviar o chute. Aos 43, Luisinho recebeu lindo passe de cobertura de Edigar; o atacante puxou pro meio e bateu forte de direita, mas Waldson espalmou.

Pouco antes do intervalo, o lateral direito Guilherme Gofinha acabou expulso. Quem achou que com isso o Esquadrão dominaria a etapa final, se surpreendeu. Nos primeiros 19 minutos, a bola quase não saiu do campo de defesa do Bahia. O Tremendão, porém, não fez muita coisa. Na única vez que chutou a gol, acabou balançando a rede, mas o lance foi anulado, aos 18 minutos, por impedimento.

O Tricolor, por sua vez, foi preciso. Na única vez que chegou ao ataque em 20 minutos, aumentou a vantagem. Aos 19, Moisés disparou pela esquerda, em linda jogada individual, e cruzou para Edigar Junio marcar novamente.

O jogo transcorreu sem maiores emoções de ambos os times. Antes do apito final, o Bahia de Feira fez pelo menos o seu gol de honra. Aos 44, Menezes cobrou pênalti.

 

A Tarde*

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3509