Número de manifestantes em Salvador foi quatro vezes maior do que ano passado

0

2Vestidos de verde, amarelo, azul e branco, milhares de baianos participaram da manifestação, neste domingo (13), em Salvador, em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff e contra o ex-presidente Lula e o Partido dos Trabalhadores (PT).
Com faixas, cartazes e bonecos infláveis com as desenhos de Lula e Dilma em roupas de presidiários, os manifestantes pediam o fim da corrupção, defendiam a autonomia da Polícia Federal (PF) e traziam frases em apoio ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato. O protesto foi organizado pelo movimento Vem Pra Rua e pelo Movimento Brasil Livre (MBL).

Os manifestantes começaram a chegar por volta das 9h ao Farol da Barra. O grupo caminhou até o Cristo da Barra e retornou ao local inicial. A Polícia Militar estimou em 20 mil pessoas o público, embora os organizadores tenham apontado a presença de pelo menos 60 mil pessoas. Ao todo, 285 policiais acompanharam a manifestação e fizeram a segurança do movimento.

Entre as palavras de ordem, a organização chegou a nomear o movimento como o ‘Carnaval do Impeachment’ e estimular que o público usasse a hashtag #carnavaldoimpeachment nas redes sociais. O número de participantes é pelo menos quatro vezes maior do que as estimativas em agosto do ano passado, quando cinco mil pessoas também compareceram à Barra para protestar.

Esse foi, sem dúvida, o maior de todos os movimentos e acredito que seja o começo de tudo. O governo está se esfacelando, e o impeachment está mais próximo agora e vamos começar a parte construtiva e propositiva para o país”, avaliou o representante do MBL, Ricardo Almeida.

Por mais de uma vez, os manifestantes cantaram o Hino Nacional. Durante a caminhada, o grupo também fez um “aplaudaço” – uma grande salva de palmas – para o juiz Sérgio Moro.

Coordenador do movimento Vem Pra Rua na Bahia, o  médico César Leite disse que o ato marca o retorno do povo às ruas. “Começou em 2013 a luta do movimento contra a corrupção, a favor da ética. E nos últimos dois anos, com tudo que está acontecendo no país, toda a corrupção, nós estamos voltando às ruas com força. E esperamos que os políticos brasileiros, que os deputados federais, honrem com a representação do povo e votem pela saída da presidente Dilma Rousseff”, disse.

Abaixo assinado
Representantes dos delegados da Polícia Federal aproveitaram a concentração de pessoas para colher assinaturas para um abaixo-assinado com um pedido de autonomia constitucional para a PF. “Quem dá autonomia hoje à PF são os cidadãos que querem ver o fim da corrupção. É por isso que estão aqui hoje, para lutar pelo que acreditam”, afirmou o diretor regional da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal na Bahia (ADPF/BA), Rony Silva.

“Estamos na maior manifestação pública que já assisti, em defesa da soberania do país. Desde 2013, quando o governo decidiu importar técnicos em Medicina, os médicos brasileiros vão às ruas para protestar e hoje nos aliamos em defesa à moralidade e contra a corrupção”, afirmou o médico José Abelardo de Meneses, presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb).

Jovens, idosos, adultos e crianças participaram da caminhada. Acompanhada do esposo, a fisioterapeuta Manoele Carreiro disse que é o momento de dizer “não” à corrupção. “Esperamos que o processo do impeachment tenha andamento, e que mais brasileiros acordem para isso”, afirmou.  Os empresários Nara Queiroz e Clais Júnior levaram os filhos de 10 e 6 anos para a manifestação.

Fonte: Correio

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3509