Guanambi: Jacuipense joga bem, empata fora e esboça reação no Baianão

0

jacuipense-flamengo Não foi uma atuação perfeita, mas qualquer pessoa que entenda o mínimo de futebol deu para perceber que a postura do Jacuipense na tarde deste domingo (21), diante do Flamengo, em Guanambi, foi outra bem diferente dos dois jogos passados pelo Campeonato Baiano.

Apesar de ainda mostrar erros de marcação na defesa, a equipe, agora comandada pelo técnico Paulo Foiani, evoluiu tática e tecnicamente. Com cinco alterações, o Leão do Sisal foi superior ao adversário durante todo o jogo, mas por infelicidade dos seus atacantes e bola só entrou uma vez.

No final, o empate em 1×1 foi importante, porque a equipe da casa também criou oportunidades, principalmente nos espaços deixados por erros de marcação, falhas que o técnico prometeu corrigir nos próximos treinamentos. “Eu adverti sobre isso. Eles tiveram essa bola na área, mas nós não acertamos a marcação no primeiro no segundo momento, por isso teremos que corrigir para evitar que volte a acontecer”, disse o treinador, no intervalo do jogo.

De qualquer forma, além de marcar o primeiro gol na competição e trazer um ponto fora de casa, o que mais animou foi a atuação da equipe, que se mostrou mais vibrante e criativa. “Não era o que nós queríamos, mas temos que admitir que o adversário jogou em casa, diante do seu torcedor e também criou oportunidades”, falou o presidente Felipe Sales após a partida.

O jogo

O Jacuipense começou melhor e praticamente envolveu o Flamengo durante todo o primeiro tempo. Por isso a equipe marcou primeiro. Desde o inicio, o time de Riachão do Jacuípe partiu para cima e abriu o placar aos 27 minutos da primeira etapa, quando Diego Fiuza acertou um chute de fora da área e colocou o time na frente.

Mas não demorou muito para o Flamengo de Guanambi empatar a partida. Aos 35 minutos. Clóvis aproveitou uma bola cruzada na pequena área e depois de um novo cruzamento rasteiro, sozinho, só tocou para o fundo das redes e colocando números finais na partida.

Na segunda etapa, as duas equipes criaram chances, mas o gol não saiu e cada time ficou com um ponto. O público pagante foi de 1.735 torcedores e a renda de R$34.850,00.

Arbitragem Polêmica

O Flamengo de Guanambi ficou boa parte do segundo tempo com um jogador a menos. Aos 18 minutos, Lismar foi expulso após reclamar de forma exagerada da marcação de uma falta no meio campo, mas levou cartão vermelho direto.

Aos 34, o árbitro chegou a mostrar o cartão vermelho para Juninho da Jacuipense, também por reclamação, mas voltou atrás e mostrou apenas o amarelo.

Fonte: Interior da Bahia

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3510