Calypso: Chimbinha consegue liminar e Joelma vai ter de dividir palco com ele

0

joelma-chimbinhaCledivan de Almeida Farias, guitarrista mais conhecido como Chimbinha, obteve nesta sexta-feira um habeas corpus para voltar a se apresentar ao lado de Joelma, cantora de quem está se separando em meio a uma ruidosa crise conjugal que comprometeu o futuro do Calypso, banda com mais de 15 milhões de cópias de discos vendidas.

No último mês, Joelma pediu divórcio sob rumores de que teria sido traída, anunciou que seguirá em carreira-solo em 2016 e procurou uma delegacia da Grande Belém para fazer um boletim de ocorrência em que se disse ameaçada por Chimbinha. O B.O. resultou em uma medida protetiva, há uma semana, que impedia o guitarrista de ficar a menos de cem metros da cantora.

A medida foi parcialmente derrubada nesta sexta, pelo desembargador Ronaldo Valle, do Tribunal de Justiça do Pará. Chimbinha agora pode se aproximar de Joelma, mas só em situações de trabalho, como shows e ensaios.

“Era uma incoerência”, diz o advogado de Chimbinha, Luciel Caxiado. “A medida impedia que ele se aproximasse de Joelma, mas eles têm uma agenda de shows para cumprir.” Ao anunciar o fim do Calypso, no Programa da Sabrina, da Record, Joelma afirmou que cumpriria a agenda de shows marcados pelo grupo até dezembro. De acordo com Caxiado, Chimbinha se prepara agora para embarcar para Palmas (TO), onde o Calypso se apresenta na noite deste sábado.

A assessoria da banda confirma o retorno de Chimbinha, mas não diz se Joelma tomará alguma nova medida para evitá-lo. A advogada Patrícia Bahia, que defende a cantora, não foi encontrada para comentar o caso.

Ainda segundo Luciel Caxiado, o habeas corpus obtido nesta sexta-feira é uma medida de validade provisória. O mérito do habeas corpus – o que decidirá se ele deverá ter validade permanente – será julgado nas próximas semanas. O advogado, no entanto, se diz confiante de que Chimbinha vai vencer essa batalha com Joelma.

“O ônus da prova é de quem acusa, e, ao que sabemos, Joelma não tem como provar as acusações que fez contra Chimbinha.” No boletim de ocorrência, a cantora diz que o marido teria telefonado para ameaçá-la com palavras. Além disso, de acordo com Caxiado, Joelma fez somente um B.O., que, por si só, não leva a uma investigação. Ela ainda tem, porém, seis meses para pedir quem um inquérito seja instaurado.

Histórico

O drama público de Joelma completa um mês neste sábado. Começou com o anúncio do divórcio de Chimbinha, acompanhado de rumores sobre a infidelidade do guitarrista e o anúncio da separação profissional no Programa da Sabrina, da Record. Dias depois, vazou na internet o áudio do que seria uma confissão de traição de Chimbinha e Joelma procurou uma delegacia na Grande Belém por se sentir ameaçada pelo músico.

Fonte: Revista Veja

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário