Riachão: ‘Assalto’ a joalheria tem dois envolvidos da cidade e um foragido

0

casal_joalheriaMauricio Carvalho de Oliveira, 35 anos, Lusitânia Silva Matos, conhecida como Tânia Capeteira, 36, foram presos nesta quarta-feira (18), no bairro Terra Nova, em Conceição do Coité, suspeitos de envolvimento na tentativa de assalto com sequestro à Joalheria Mascarenhas, em Riachão do Jacuipe.

Após a prisão, eles foram ouvidos na Delegacia de Policia de Riachão do Jacuipe, no final da tarde desta quarta-feira. Em entrevista ao repórter Mario Amaral, da Rádio Jacuipe, Maurício Oliveira praticamente confessou o seu envolvimento, passando detalhes da ação criminosa. “Minha participação foi quase nada, fiz um vídeo que eles (os bandidos) me encomendaram”, disse, alegando que trabalha como negociante de veículos

Já a sua companheira “Tania Capeteira” negou totalmente o seu envolvimento na tentativa de assalto à Joelheira, afirmando-se ser inocente. Contudo, ela revelou que, na terça-feira (17), preparou uma janta para os bandidos a pedido de seu companheiro e do irmão Cristiano, que é considerado foragido pela Policia.

De acordo com a PM, há suspeita de envolvimento de pelo menos mais uma pessoa de Riachão do Jacuipe na ação criminosa, mas nada foi adiantado para não prejudicar as investigações. Com isso, Cristiano Silva, que teria sido o responsável em levar os elementos para jantar na casa de sua irmã, é o grande suspeito. Como ele está foragido, as suspeitas aumentam sobre a sua participação no caso.

Além disso, o esposo de Leila, Ivan Fonseca contou que havia um quinto elemento na história e que, na hora da ação em sua residência, havia um homem encapuzado, que pode ter sido Cristiano, mas o mesmo teria fugido após a aproximação da Policia.

Como foi o caso

A tentativa de assalto à Joalheira Mascarenhas aconteceu na madrugada desta quarta-feira (18), quando quatro elementos invadiram a residência da gerente da loja Leia Regina Carneiro, e a fizeram como refém, além do seu esposo Ivan Fonseca e a filha deste, de dez anos.

A ação dos bandidos durou toda a madrugada e só terminou por volta das 9h40 minutos, após intensas negociações com a Policia Militar, com contou com a ajuda também da Civil e CAEL. (Foto: Facebock).

 

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário