Pistoleiros se reuniram com mandante do crime 15 dias antes da execução

0

Uma reunião entre três pistoleiros e o fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, o Zé Maria, ocorrida 15 dias antes do assassinato do promotor Thiago Faria Soares, além das imagens de câmeras de pontos comerciais de Águas Belas que mostram José Maria e Edmacy Cruz Ubirajara circulando pelo município na manhã do crime, fazem a polícia relacionar diretamente a dupla ao assassinato.

No entanto, embora a disputa de terra entre o fazendeiro Zé Maria e Mysheva Martins continue sendo a principal linha de motivação para a execução do promotor, a polícia disse que ainda não descartou nenhuma outra possibilidade para o assassinato. 

A Polícia Civil afirmou na sexta-feira que existe a possibilidade de Zé Maria, que ainda está foragido, ter sido o motorista do veículo que interceptou o carro do promotor, e de onde saíram os diparos de espingarda calibre 12 que o mataram.

Já as imagens que foram solicitadas de um estabelecimento na PE-300, via onde o atentado ocorreu, foram encaminhadas para o Instituto de Criminalística (IC), no Recife, para serem melhoradas. A polícia informou que elas têm baixa qualidade. Segundo o chefe da Polícia Civil do estado, delegado Osvaldo Morais, através dos depoimentos colhidos até agora, foi constatado que havia vários rumores na localidade de que o promotor seria executado por defender os interesses da noiva.

“Recebemos informações de que três pistoleiros de fora da região se encontraram com Zé Maria na casa dele, em Água Belas, e que o ódio dele pelo promotor era conhecido por todo mundo em função de sua saída da fazenda, parte arrematada pela noiva, Mysheva Martins. Além disso, as imagens das câmeras dos pontos comerciais mostram os dois suspeitos andando pela cidade na manhã do crime. Isso faz com que eles não tenham argumentos para dizer que não estavam na região no dia da execução”, ponderou Morais.

De acordo com o diretor de polícia especializada, delegado Joselito Kerhle, não restam mais dúvidas de que só havia duas pessoas no carro de onde partiram os tiros que mataram o promotor de Itaíba. “Na cena do crime só havia duas pessoas. Falta apenas confirmar quem estava dirigindo o carro e essa pessoa pode ter sido Zé Maria. Estamos confrontando as informações para esclarecer essa dúvida. Já quanto às imagens que aparecem na rodovia PE-300, o foco está muito ruim. Precisamos melhorá-lo. Enquanto isso, nossas equipes especializadas seguem na busca do suspeito de ser o mandante do crime”, ressaltou Joselito.

Em Águas Belas, há rumores até de o crime ter relação passional, em função do fim de noivado de Mysheva com um comerciante da região, antes da chegada de Thiago Faria, no início deste ano à cidade.

Diário de Pernambuco – Diários Associados/ Foto: Paulo Paiva/DP/D.A Press

Equipe de Jornalismo

Deixar um comentário


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home/inter859/public_html/radiojacuipe.com.br/wp-includes/functions.php on line 3510